Imposto de Renda 2019

O imposto de renda 2019 é uma obrigação de muitos brasileiros que tira o sono de muita gente. O contribuinte deve declarar seus rendimentos anualmente através da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física 2019, e caso os rendimentos ultrapassem a alíquota de isenção, deverá pagar imposto que varia de 7,5 a 27,5% de todo o seu rendimento durante o ano. Como se trata de um procedimento complexo, preparamos um guia completo sobre o Imposto de Renda 2019, confira abaixo.

A desinformação a respeito desta declaração gera muitas dúvidas na cabeça do brasileiro. Por isso, para evita qualquer problema futuro, como sonegação de imposto, é preciso que saiba como faz corretamente a declaração IRPF 2019, e entender direitinho como funciona esse . Então, quer se inteirar sobre este assunto?

Imposto de Renda 2019
Imposto de Renda 2019 – Tudo sobre o IRPF

Imposto de renda 2019

O imposto de renda 2019 é uma tributação obrigatória para os trabalhadores e cidadãos brasileiros, cujos rendimentos sejam enquadrados nos pisos de contribuição do IRPF. As alíquotas de tributação do IRPF são proporcionais aos rendimentos do trabalhador brasileiro, ou seja, quanto maior o rendimento do trabalhador maior a taxa paga pelo contribuinte. O máximo pago pelo cidadão brasileiro em imposto de renda é 27,5%.

Declaração IRPF
Declaração IRPF

Saiba mais sobre a Restituição do Imposto de renda 2019,e fique por dentro do calendário de pagamentos

A declaração é feita anualmente, e é obrigatória para todos os brasileiros. No entanto, devido não ter uma renda tão elevada ou ser portador de alguma doença, algumas pessoas o imposto de renda pode ser isento desta obrigação. Por isso, é preciso que fique bem informado sobre este assunto para que não perca tempo fazendo um serviço que, possivelmente, você poderia ser isento.

Veja como emitir o Extrato INSS para o Imposto de Renda.


Quem deve declarar o Imposto de Renda 2019

Estão obrigados a entregar a Declaração de Ajuste Anual do imposto de Renda Pessoa Física 2019, referente aos ganhos durante o ano de 2018, todos os brasileiros que se enquadrem em qualquer um dos perfis citados abaixo:

  • Teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Teve rendimentos não tributáveis, ou tributáveis exclusivamente na fone acima de R$ 40.000,00;
  • Realizou operações na bolsa de valores ou de mercados futuros;
  • Teve ganho de capital sobre a alienação de bens e direitos;
  • Teve renda anual rural bruta superior a R$ 142.798,50;
  • Queira compensar prejuízos e perdas da atividade rural de anos anteriores;
  • teve posse, no dia 31 de dezembro de 2018 de bens cujo valor ultrapasse a fixa de R$ 300.000,00;
  • Passou a condição de residente no Brasil e aqui se encontrava n dia 31 de dezembro de 2018.

Atenção: qualquer contribuinte que, em 2018, tenha tido rendimentos superiores a R$ 10 milhões, deverá transmitir a sua declaração de ajuste anual com certificado digital. Para mais detalhes, veja quem deve declarar o imposto de renda 2019, com mais detalhes sobre alíquotas e isenções.


Quem não precisa declarar o imposto de renda 2019

Estarão dispensados de entregar a declaração do imposto de renda 2019 os brasileiros que se enquadrarem em qualquer um dos critérios abaixo:

  • Não se enquadre em nenhum dos critérios de obrigatoriedade para a declaração, listados acima.
  • Se enquadre em qualquer dos critérios de obrigatoriedade, mas que já tenha sido declarado como dependente de outra pessoa física;
  • Teve posse de bens e direitos cujo valor não supere a faixa de R$ 300.000,00 em 31 de dezembro de 2018.

Isenção do Imposto de Renda 2019

Estarão isentos do pagamento de IRPF 2019, os brasileiros que se se enquadrem em TODOS os critérios listados abaixo:

  • Cujos rendimentos sejam de origem de aposentadoria, pensão previdenciária, ou reforma de patente; e
  • Que possuam alguma das doenças listadas abaixo:
  1. Alienação Mental
  2. Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante)
  3. Tuberculose Ativa
  4. Hanseníase
  5. AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)
  6. Neoplasia Maligna
  7. Doença de Parkinson
  8. Paralisia Irreversível e Incapacitante
  9. Contaminação por Radiação
  10. Cardiopatia Grave
  11. Espondiloartrose Anquilosante
  12. Fibrose Cística (Mucoviscidose)
  13. Cegueira (inclusive monocular)
  14. Hepatopatia Grave
  15. Esclerose Múltipla
  16. Nefropatia Grave

Atenção: A isenção do imposto sobre o ganhos vindos da aposentadoria por pacientes de doenças graves não é um processo automático. Será necessário emitir um laudo através de um serviço médico do Governo, de preferência, pelo serviço da fonte pagador (INSS, por exemplo), assim o segurado pode solicitar cancelamento da retenção do imposto na fonte.

Importante: Mesmo que seja agraciado com o benefício da isenção do imposto de renda, o cidadão ainda precisará entregar a declaração de ajuste anual do imposto.


Programa Imposto de Renda 2019

Para fazer a declaração do Imposto de Renda, é necessário fazer o download do programa do imposto de Renda 2019. Desde 2017, não é mais necessário fazer o download do programa RECEITANET, para envio das declarações pela internet, pois o próprio programa IRPF 2019 já envia automaticamente.

Download Programa IRPF 2019
Download Programa IRPF 2019

Para baixar e instalar o programa, basta seguir os pasos indicados abaixo:

  1. Acesse a página de download do programa, pelo portal da RECEITA;
  2. Selecione a opção “Programa IRPF 2019”;
  3. Baixe o aplicativo em seu computador;
  4. Efetua e instalação do programa pelo arquivo baixado.

O download de ambos os programas é gratuito e pode ser feito pelo Portal da Receita, para todas as principais plataformas de aplicativos.


Aplicativo Imposto de Renda 2019

O imposto de renda 2019 pode feito de duas maneiras, tanto pelo celular quanto pelo computador. Para fazer o seu imposto de renda pelo celular é preciso que faça download do aplicativo.

Este download pode ser realizado tanto na Google Play, para dispositivos com Android, quanto na AppStore, para celulares iOS, da Apple.

Aplicativo Imposto de Renda 2019
Aplicativo Imposto de Renda 2019

Para instalar e utilizar o aplicativo, siga as instruções indicadas abaixo:

  • Acesse a loja de aplicativos de seu telefone;
  • Busque pelo termo IRPF;
  • Certifique-se de baixar o aplicativo cujo desenvolvedor é a “Receita Federal do Brasil”;
  • Preencha os dados solicitados e inicie a declaração do IRPF 2019.

O aplicativo possui uma interface bem intuitiva e fácil de manusear, além de ser de preenchimento prático. Já pelo computador é necessário que faça o download de dois programas: o de confeccionar o imposto de renda e o de enviar.

Para realizar fazer o seu imposto de renda é preciso que o contribuinte tenha em mãos informações cruciais que são requeridas pelo sistema da Receita Federal, para assim fazer a sua declaração. O contribuinte deve ter em mãos informações sobre:

  • Salários e vencimentos;
  • Benefícios, aposentadorias e pensões;
  • Renda variável;
  • Documentos de bens e direitos, dívidas e ônus;
  • Recibos de pagamentos e doações efetuadas;
  • Informações gerais pessoais, como CPF, nome completo, dado da conta bancária, etc.

Restituição IRPF 2019

Após a realização da declaração do imposto de renda 2019 é também preciso que o contribuinte fique atento a consulta da Restituição do Imposto de Renda 2019. Isto lhe permite visualizar se sua declaração foi aceita pela Receita Federal. Caso não, é preciso que refaça novamente.

A restituição poderá ser consultada diretamente pelo portal da Receita, caso você tenha direito à restituição de valores pagos pelo IRPF ou IRRF.

Para consultar a restituição de seu imposto, basta seguir os passos indicados abaixo:

  • Acesse o portal da Refeita Federal por esse link;
  • Digite o seu CPF;
  • Escolha o ano da declaração;
  • Preencha sua data de nascimento;
  • Digite os caracteres da imagem;
  • Clique em “Consultar”.

    Consulta Restituição 2019
    Consulta Restituição 2019

Malha Fina Imposto de Renda 2019

Durante o processo de declaração do imposto de renda 2019, é preciso ser extremamente cuidadoso na hora de preencher seus dados. Isso porque a Receita mantém um controle rigoroso das grandes transações financeiras realizadas no país, dessa forma, se seus dados forem discrepantes em relação aos informados em sua declaração.

Nesses casos, a Receita coloca o cidadão na chamada “Malha Fina”, em que o contribuinte precisa “se explicar” para a receita. Caso sejam apuradas irregularidades de fato, será aplicada multa sobre o contribuinte faltoso.

Confira como realizar a consulta do Imposto de Renda 2019.

Caso seja portador de algumas dessas doenças, é preciso que se comprove por intermédio de um atestado médico. Por isso, caso ainda não tenha, providencie este documento, ele não só será importante para o IRPF 2018 como também para outros serviços.


Imposto de Renda Pessoa Física e Pessoa Jurídica

Como sabemos, a Receita Federal tributa pessoas físicas, mas devemos lembrar que além das pessoas físicas, são tributadas também as pessoas jurídicas. Sendo a tributação entre essas diferente.

Cobrança do Imposto de Renda 2019 para Pessoa Física:

O seu imposto será cobrado de duas maneiras, através do IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) e através do DIRP (Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda).

No primeiro caso, o desconto do seu Imposto de Renda será realizado da folha de pagamento do trabalhador, no segundo caso será cobrado sobre outros valores que o trabalhador venha receber durante o ano.

Cobrança do Imposto de Renda 2019 para Pessoa Jurídica:

O Imposto de Renda das pessoas jurídicas é cobrado de maneira diferente, através do IRPJ 2019. As pessoas jurídicas são:

  • Igrejas;
  • Órgãos do Governo;
  • Partidos Políticos;
  • Sociedades;
  • Empresas.

Das empresas o Imposto de Renda é cobrado apenas sobre os rendimentos mensais.

Devemos prestar muita atenção, pois os rendimentos da empresa e dos donos da empresa não são os mesmos, ou seja, são cobrados de maneira diferente. Os rendimentos da empresa não devem intervir na pessoas física (o dono da empresa).


Alíquotas Imposto de Renda 2019

A Tabela das Alíquotas do Imposto de Renda foi divulgada pela Receita Federal.

  • Nesse ano, estarão isentos de pagar imposto os contribuintes cuja soma de todas as rendas tributáveis tenha ficado no intervalo entre R$ 22.847,77 a R$33.919,80, pagarão o imposto com a alíquota de 7,5%;
  • Os contribuintes cuja renda anual tenha sido de até R$ 22.847,76 estarão isentos do pagamento do Imposto de renda;
  • Os contribuintes que tiveram a renda anual no intervalo de 45.012,61 até 55.976,16, pagarão 22,5% de imposto sobre os rendimentos;
  • Qualquer contribuinte cuja renda tenha ultrapassado R$ 55.976,16 pagará 27,5% de imposto sobre a renda.
  • Já para quem a renda anual tenha sido entre R$ 33.919,81 a R$ 45.012,60. Pagará imposto de 15% sobre os rendimentos.

Como Declarar o Imposto de Renda

Para declarar o Imposto de Renda 2019 é muito fácil, inicialmente você deve fazer o download do programa IRPF 2019.

Para fazer a declaração do Imposto de Renda existem duas formas:

  • Por meio das versões para Android e Ios pelo os dispositivos móveis;
  • Por meio da versão MAC e Linux para computador.

Download Programa IRPF 2019

Para realizar o download do programa basta acessar o site da Receita Federal através do link: http://idg.receita.fazenda.gov.br/. Depois que você realizar o download, use toda a documentação necessária para declarar o Imposto de Renda pelo programa.

Download Programa do IRPF 2019
Download Programa do IRPF 2019

Devemos lembrar que a declaração do IRPF tem um prazo para ser realizada, então fique atento!

Aplicativo do Imposto de Renda 2019 para celular

Se você quiser realizar a declaração do Imposto de Renda 2019 através de dispositivos móveis, como por exemplo celulares e tablets, é necessário realizar o download do aplicativo da Receita Federal. Saiba como abaixo:

  • Entre na loja de aplicativos do seu dispositivo móvel;
  • Procure pelo programa “IRPF”;
  • Faça o download do aplicativo;
  • Depois de realizar a instalação preencha os dados necessários.


Multa por atraso na entrega

O Cronograma do IRPF é quem estipula os prazos para a realização da declaração do Imposto de Renda 2019. E não cumprir o prazo pode fazer com que você receba uma multa de até 20% sobre o valor mínimo que é de R$ 165,74.

Caso haja atraso, o contribuinte tem no máximo 30 dias para efetuar o pagamento da multa. Se o pagamento não for realizado, será cobrado juros sobre a multa. Nessa situação, deve ser emitida a Darf atualizada.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votes, average: 4,33 out of 5)
Loading...